Fique Sabendo

CRIAR Brasil lança filme e faz debate sobre HIV na luta contra preconceitos


Como informar e sensibilizar jovens em um contexto em que não há mais tanta preocupação com prevenção? Em que há certa banalização em relação ao tratamento do HIV/Aids? Como continuar falando sobre HIV/Aids em um momento de enfraquecimento e retrocesso das campanhas contra o vírus? De acordo com dados divulgados em 2020, 920 mil pessoas vivem com o HIV no Brasil. O Ministério da Saúde revela que, até junho passado, a maioria dos infectados pelo HIV estava no grupo de 20 a 34 anos, com percentual de 52,7% dos casos.

A realização de um média-metragem de ficção sobre o tema do HIV/Aids foi a forma que o CRIAR Brasil encontrou para responder a essas perguntas. O filme se passa em uma TV comunitária de Recife e retrata as dificuldades de comunicadores e comunicadoras para lidar com o tema. Mas não fica por aí, durante a trama, revela-se que uma das pessoas da equipe vive com HIV/Aids, provocando diversas reflexões no grupo. A revelação surpreendente desvela uma série de preconceitos em relação às pessoas vivendo com HIV/Aids, gerando questionamentos e muitas dúvidas na equipe.

Com o título “HIV, H o quê?”, o filme estreará no dia 19 de agosto no canal do YouTube do CRIAR Brasil. Junto com o lançamento, haverá uma mesa de debate com Salvador Campos Correa, psicólogo, ativista e consultor em HIV/Aids, Angélica Basthi, coordenadora de comunicação da Associação Brasileira Interdisciplinar de Aids – ABIA, e Anna Carla Ferreira, jornalista e produtora editorial. A mesa será mediada por João Paulo Malerba, professor e jornalista.

O objetivo do projeto Microfones abertos contra a Aids é esclarecer questões que costumam ser deixadas de lado em campanhas generalistas de prevenção ao HIV/Aids. O intuito do filme e das ações do projeto é alcançar o maior número de pessoas possível, principalmente jovens, grupos vulneráveis e comunicadores/as sociais, rompendo tabus, preconceitos, alertando, sensibilizando e atualizando informações a respeito da epidemia.

Microfones abertos contra a Aids é um projeto realizado pelo CRIAR Brasil, com patrocínio do Instituto CNP Brasil e do Ministério do Turismo, através da Lei de Incentivo à Cultura, que dá continuidade e amplia o projeto de mesmo nome realizado em 2017.



VOLTAR