O que fazemos

Estou viva por sorte - Parte II


Vivemos um momento de incertezas, angústias e medos causados por um vírus para o qual ainda não há cura ou tratamento eficaz. E, no meio dessa crise sanitária mundial, alguns grupos estão ainda mais vulneráveis, não só à contaminação pelo coronavírus, mas a reflexos de situações que se acentuam com o isolamento social.
É o que acontece com muitas mulheres que, neste momento, estão confinadas com seus agressores. A situação é grave e expõe mais uma face cruel do feminicídio.
Por isso,iniciamos mais uma fase do projeto "Estou viva por sorte", realizado com apoio da Fundação Heinrich Böll Brasil, e convidamos todas e todos a formarem uma rede de solidariedade para proteção, empoderamento e apoio a mulheres em situação de violência. Cada um e cada uma de nós é peça importante nesse processo e, acredite, podemos agir com medidas simples. Um telefonema, uma mensagem de encorajamento, o compartilhamento de informações úteis pode ser o que faltava para uma mulher conseguir sair de uma situação de violência. Mostre que ela não está sozinha. Apoie, acolha, oriente.
Nós, do CRIAR Brasil, acreditamos que a informação é essencial para preservar vidas.

FIGURINHAS ESTOU VIVA POR SORTE

Baixe para seu celular as figurinhas do projeto Estou viva por sorte: http://sticker.ly/s/L6TA4A.

 

.

 

 



VOLTAR